Rua Joaquim Floriano 466 - Sala 1707
contato@drmarcelopi.com
11 3071-1836

Pimenta ajuda na liberação de endorfina, mas deve ser consumida com moderação

Ao nos alimentarmos, o organismo passa por uma série de processos, que por sua vez variam de acordo com o alimento que estamos consumindo. Dentre os procedimentos mais benéficos para o corpo está a liberação de endorfina, um hormônio conhecido por causar a sensação de bem-estar. A boa notícia é que alimentos comuns em nosso dia a dia podem ajudar nesse processo, como é o caso da pimenta.

Leia também: Pesquisa aponta que níveis de ferro no sangue podem ajudar a retardar o envelhecimento

De acordo com pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina de Porto, em Portugal, a especiaria estimula os receptores sensíveis presentes na língua e na boca. Como resultado dessa ação, a informação é transmitida para o cérebro, que por sua vez faz o metabolismo acelerar e as endorfinas sejam liberadas. Além disso, o processo faz com que haja aumento do fluxo sanguíneo, do fluxo de nutrientes e de oxigênio, estímulo das ramificações nervosas e melhora nos sistemas imunológico e anti-inflamatório.

Para obter a liberação da endorfina e evitar problemas, é preciso evitar o excesso de pimenta

liberação de endorfina

O consumo de pimenta não é indicado para todos, principalmente para quem sofre de doenças gástricas, complicações intestinais e hipertensão arterial descontrolada. Já para os indivíduos sem quaisquer dos quadros citados, embora não haja uma restrição tão extrema, também é preciso seguir algumas recomendações.

Embora não haja um volume indicado do consumo de pimenta, é preciso se lembrar de evitar o excesso. Dentre os problemas que podem surgir caso esse cuidado não seja tomado estão as irritações na mucosa gástrica, úlcera, feridas na boca, azia, ardência, queimação, hemorroidas, fissuras e agravamento de gastrites.

Por isso, antes de seguir uma dieta rica em pimenta, procure a ajuda de um nutrólogo para te auxiliar no planejamento da refeição adequada para o seu corpo.

Leia também: Experimente introduzir cebola na sua alimentação diária e se previna de doenças cardiovasculares; veja

Dr. Marcelo Pi

Para ter uma alimentação de qualidade e nutritiva o suficiente para a correria do dia a dia, a consulta com um nutricionista é o mais recomendado. Só ele é capaz de alinhar uma dieta à sua rotina diária. O Dr. Marcelo Pí é especialista em nutrição e consegue identificar quais são suas necessidades de acordo com seu tempo para alimentação.

O consultório do Dr. Marcelo Pí está localizado na Rua Joaquim Floriano, 533, no bairro do Itaim, na cidade de São Paulo. O local possui fácil acesso de carro e transporte coletivo. Agende já sua consulta e conheça mais sobre o trabalho visitando seu site e Facebook.

Comentários

comente

AGENDE SUA CONSULTA